Hello

This is a read-only part of the forum. All threads where seeing happens are stored here and come from this forum, the Facebook guiding area and various LU blogs. The complete list, sorted by guide, contains all links. The archives include threads of those that came to LU already seeing as well.
User avatar
Felippe
Posts: 165
Joined: Fri Dec 13, 2019 6:37 am

Re: Hello

Postby Felippe » Fri May 08, 2020 8:14 pm

Olá Sandra.

Obrigado pelo retorno.

Como estão as coisas por ai ? Aqui esta virando um caos. obrigado pelo Paul Hedderman e pelo Ajahn Brahm, não conhecia.

Desculpa não ter escrito antes. Preguiça e ao mesmo tempo muito que fazer e alguma falta de vontade que não tem nada a ver contigo, já a sentia antes de começarmos a falar. A minha energia como guia está muito longe do que já foi à uns tempos atrás. Quando começei era uma fogueira enorme, agora são umas brasas... :)
Não tem problema Sandra. Eu compreendo. Isso ocorre comigo. Eu também não estou mais naquela sede por resposta. Está td bem, esse eu (felippe) essa imagem vai seguir viagem também. Vamos percebendo que faz parte do jogo de pensamento e sentimentos. Mas realmente vai diminuindo a influencia que eles tem sobre nós. Vamos vendo tudo como "só mais um pensamento", e ok, deixa para lá. Como se não mais ficássemos tentando entender tudo. As vezes ainda fico ali no mundo imaginário. Paciência. O que quero dizer com isso é que essas coisas não param de uma hora para outra só porque vimos que os as historias que o pensamento contam não são reais e porque não existe um eu separado. Tudo continua. Deve haver uma serie de outros condicionamentos que ajudam isso continuar. E também vamos entendendo que os pensamentos irão continuar e não vão desaparecer. Pode ser que em determinado momento ocorra um lapso e bummmmm. Mas por enquanto não ocorreu. O que há é o que há. Pensamentos, sentimentos e sensações.
Ena, boa! É o sentir que é importante. A compreensão constrói-se em cima do sentir. Da mesma forma que uma criança sente que o Pai Natal não existe, é possível sentir que um eu real não existe. A compreensão vem daí.
Achei interessante isso. É o sentir que importa. Essa semana após ler sua mensagem senti grande liberdade. Passei uma quarta feira de grande liberdade, ausência de identificação com os pensamento e sentimentos. Algo fora do normal na rotina . Mas como tudo passa. Passou..
Estive a ver o vídeo "Sobre a angústia e a tristeza da percepção do irreal" no canal do Nelson Jonas. De certa forma eles estão a falar de lidar com o estilhaçar das expetativas, acho eu. Esforço e desilusão. E vazio. E muito provavelmente solidão. Hmm. É uma perspetiva um bocadinho negativa.

Sabes, eu penso que tens a tendência para essa mesma visão negativa. Ao ver este tipo de conteúdos estás a reforçá-la. O que não tem mal nenhum, se gostares de te sentir assim. Se não gostas, existe a possibilidade de procurar conteúdos que te mostrem outras formas de ver as coisas e que provavelmente te podem fazer sentir melhor.
Vc tem razão. Eu acompanho esse canal. Me parece que a busca desse pessoal do canal é mais que surja uma natureza incondicionada em nós. Como se isso que vivemos nao fosse real. Já cansei também um pouco dessas idéias. Enfim, obrigado. Um pouco negativo mesmo.

Vamos que vamos Sandra.

Abc

F

User avatar
Felippe
Posts: 165
Joined: Fri Dec 13, 2019 6:37 am

Re: Hello

Postby Felippe » Fri May 08, 2020 10:48 pm

Sandra uma coisa posso te dizer .

Tudo parece muito igual como sempre foi.

Por exemplo durante qualquer experiência parece que há a experiência e um ato de percepção dessa experiência como dois processos separados e não simplesmente a experiência está acontecendo como vocês dizem na LU. Não sei se foi muito leitura de Krishnamurti ou qualquer outra coisa, ou se isso é muito rápido para perceber, mas na maioria das vezes “parece”que há um observador, uma percebedor, experimentador, um analista de tudo que acontece .

Abc

F

User avatar
Canfora
Posts: 3978
Joined: Wed May 22, 2013 2:58 pm

Re: Hello

Postby Canfora » Thu May 14, 2020 5:29 pm

Olá Filippe,
Ainda em casa, tudo calminho. Muito trabalho.
Gostei muito do teu 1ª post. Deixar ir faz parte desta exploração. E por vezes é um alívio.
Por exemplo durante qualquer experiência parece que há a experiência e um ato de percepção dessa experiência como dois processos separados e não simplesmente a experiência está acontecendo como vocês dizem na LU. Não sei se foi muito leitura de Krishnamurti ou qualquer outra coisa, ou se isso é muito rápido para perceber, mas na maioria das vezes “parece”que há um observador, uma percebedor, experimentador, um analista de tudo que acontece .
Consegues descrever se faz favor um exemplo concreto daquilo que explicas aqui em cima? No fundo o que eu queria perceber é como descreves essa impressão de separação em termos de uma experiência concreta que esteja a acontecer.

Obrigada
Sandra

User avatar
Felippe
Posts: 165
Joined: Fri Dec 13, 2019 6:37 am

Re: Hello

Postby Felippe » Thu May 14, 2020 9:27 pm

Olá Sandra, vamos que vamos.

Uns dias mais outros menos calmo. Aqui também trabalho de casa.

Por exemplo.

Agora está chovendo. Uma delicia, fazia tempo que não chovia. Me dá uma sensação de bem estar. Gostaria que chovesse por horar e horas, mas não sei se vai ser assim. Parece não esta somente chovendo, há a sensação de que parece que eu percebo a chuva. Diferente da descrição da LU. Eu escuto o barulho da chuva. Eu vejo a chuva. Eu sinto o cheiro da chuva. Eu penso na chuva. Eu quero mais chuva. Entendeu ?

Esse é o eu ?

abc

F

User avatar
Canfora
Posts: 3978
Joined: Wed May 22, 2013 2:58 pm

Re: Hello

Postby Canfora » Tue May 26, 2020 10:17 am

Viva Felippe! Desculpa a demora. Muito trabalho, a internet a dar problemas e muita muita preguiça. Espero que estejas bem. Também continuo em casa. Adoro a chuva! Também gostava que chovesse imenso.

Ok. Estás a referir o peso da linguagem, dos conceitos, na criação da ilusão do eu. Acho que já leste e fizeste os exercícios da Ilona sobre a linguagem e os labels, não foi?

Se não tivesses aprendido linguagem, esse eu de que falas parecia ser real?

E parecer é ser? Parecer que existe faz com que exista? Se existe é o quê exatamente? A linguagem pode criar algo de real? Se eu falar de um unicornio e sentir que ele existe, o unicornio é real?

Não sentir que és um eu é uma expetativa? Se é, porque é que a tens? Porque é que achas que não devia parecer que um eu existe?

Abraço grande
Sandra

User avatar
Felippe
Posts: 165
Joined: Fri Dec 13, 2019 6:37 am

Re: Hello

Postby Felippe » Thu May 28, 2020 8:34 pm

Olá Sandra boa tarde td bem?

Muito trabalho aqui. Estamos todos online.
Estás a referir o peso da linguagem, dos conceitos, na criação da ilusão do eu. Acho que já leste e fizeste os exercícios da Ilona sobre a linguagem e os labels, não foi?

Se não tivesses aprendido linguagem, esse eu de que falas parecia ser real?

E parecer é ser? Parecer que existe faz com que exista? Se existe é o quê exatamente? A linguagem pode criar algo de real? Se eu falar de um unicórnio e sentir que ele existe, o unicórnio é real?

Não sentir que és um eu é uma expetativa? Se é, porque é que a tens? Porque é que achas que não devia parecer que um eu existe?
Sim, sim já fizemos. Toda vez que usamos o termo eu, há uma contração né Sandra, uma especie de sucção, uma pressão no peito, na cabeça, algo no corpo, uma carga, que estranho. Primeira vez que senti isso. Fiquei aqui falando "eu, eu eu", e isso foi sentido. O corpo sente. Se não tivesse aprendido linguagem realmente não sei como pareceria esse eu. O que me diz? Seria real ?

Acho que sim, que não sentir que és um eu é uma expectativa. Parece que algo falta, não dá um clique sabe Sandra, F#c@.............Não acontece o Eureka, sabe ? que estranho.... Tipo, o eu é uma construção mental, e as coisas estão menos pessoais e as emoções estão passando mais rapidamente; mas frequentemente, como agora, é essa dor e tensão ardentes que parecem identificação, e essa crença de que a dor não deveria estar presente. Quanta energia para manter esse eu, quanta proteção, quanta atenção ele quer. My G.............
crenças sobre o modo como deve acontecer? pensamentos de que algo deve ser diferente do que é? é isso né Sandra.
Dentro da ilusão de 'eu', ainda há apego a essa forma de vida. Só historias e mais historias. Só. afffffffffffffffff..
Queria menos identificação só. Ou isso é mais uma historia?

Realmente parecer não é ser real. Tipo Unicórnio . A linguagem cria a confusão. Quanto mais en silencio ficamos mais percebemos como nosso corpo não distingue o que é imaginação e o que é real, mas vamos cada vez mais vendo ao que é imaginação. Há uma auto conscientização. Consciência vendo ela própria por meio do pensamento ? Estranho....Tudo a mente transforma em conceitual.

Obrigado pela paciência.

Se cuide.

Forte abc

F

User avatar
Canfora
Posts: 3978
Joined: Wed May 22, 2013 2:58 pm

Re: Hello

Postby Canfora » Mon Jun 01, 2020 10:58 am

Viva Felippe,

Está tudo bem, continuo a trabalhar em casa.
Se não tivesse aprendido linguagem realmente não sei como pareceria esse eu. O que me diz? Seria real ?
A resposta está nos sentidos. Aqui e agora - sim, porque o antes já foi e o logo ainda não é - consegues ver, ouvir, sentir, tocar um eu real? Quando dizes eu, um eu real materializa-se?

Ahhhhh.... o querer um bing bang que mude tudo, que limpe as dúvidas, as expetativas. Esta tendência para resistir ao que se passa, prova de alguma forma a existência de um eu real?

Fica bem, forte abraço,
S

User avatar
Felippe
Posts: 165
Joined: Fri Dec 13, 2019 6:37 am

Re: Hello

Postby Felippe » Mon Jun 01, 2020 8:28 pm

Olá Sandra.

Que bom que está td bem por ai.

Sim, sim, entendo, não aparece esse eu nem eu querendo e nem eu não querendo.
A única coisa que há de real são os sentimentos e sensações que aparecem no corpo, os pensamentos também, mas o conteúdo deles é duvidoso. Há a tendencia da mente tentar entender, interpretar ou analisar tudo o que surge, e tentar fazer como que tudo faça sentido, mas isso nunca é conseguido.

Enfim vamos indo.

Desculpe demorar tanto.

Realmente não há o bummmmmmmm, o clique, o Big Bam, nada disso.

Apenas é cada vez mais claro que ficar no mundo da imaginação não leva a lugar algum, acho que é um hábito, quem sabe devagarzinho isso vai mudando. "e muito confusa nossa cabeça, pensamentos são desconexos, as vezes sem sentido, etc.Ainda não sei porque dou tanta enfase nisso. Ser';a pela profissão, a ciência, etc?


Abc

F

User avatar
Felippe
Posts: 165
Joined: Fri Dec 13, 2019 6:37 am

Re: Hello

Postby Felippe » Tue Jun 02, 2020 6:53 pm

Sandra acho que acabei não respondendo suas questões.
A resposta está nos sentidos. Aqui e agora - sim, porque o antes já foi e o logo ainda não é - consegues ver, ouvir, sentir, tocar um eu real? Quando dizes eu, um eu real materializa-se?
Nao materializa. Nao mesmo. Não consigo ver, ouvir, sentir, tocar um eu real. Só é possível sentir, tocar, o corpo, ouvir sons. Parece que o corpo é o eu, mas já vimos que não é. E parece que há um eu nos pensamentos, pensando os pensamentos, mas vimos que eles vem de forma aleatória, e tem vida própria.
Esta tendência para resistir ao que se passa, prova de alguma forma a existência de um eu real?
Pode explicar isso, resistir você quer dizer não aceitar as coisas como são? Sandra essa tendencia vem diminuindo. Estou conseguindo mais e mais focar a atenção no sentir, nas sensações, sentimentos, e menos na mente e por incrível que parece venho tendo uma qualidade melhor da mente e das emoções. Mesmo que algumas sensações não sejam agradáveis.

Sandra, se tiver um tempo veja essa serie. Bem bacana.

https://www.netflix.com/br/title/80987903


Abc

Felippe

User avatar
Canfora
Posts: 3978
Joined: Wed May 22, 2013 2:58 pm

Re: Hello

Postby Canfora » Fri Jun 05, 2020 4:43 pm

Viva Felippe,

Obrigada pela sugestão da série da Netflix, vou espreitar :)
Desculpe demorar tanto.
Cada coisa a seu tempo. De qualquer forma, não podia ser de outra maneira. O que é, é como é. Obrigada por responderes às perguntas.
Ser';a pela profissão, a ciência, etc?
Ahah... a ciência baseia-se em fatos. Assim sendo não deveria ser possível, pela análise dos fatos, reconhecer que um eu real não pode ser encontrado e que todas as evidências da existência de um eu são como "sintomas" da ilusão, em vez de provarem a existência de um eu sólido, permanente, separado?

Verdadeiro até prova em contrário. Ou falso até prova em contrário. Esta forma de abordar as questões aponta para a possibilidade de no futuro as coisas serem diferentes do que são neste momento. Achas que no futuro podes vir a descobrir que afinal um eu real existe? O que é que seria esse eu? Onde é que estaria? Como é que seria encontrado? O que é que seria diferente depois que levaria a uma conclusão diferente daquela a que chegas agora?

Abraço apertado e bom fim de semana Felippe,
S

User avatar
Felippe
Posts: 165
Joined: Fri Dec 13, 2019 6:37 am

Re: Hello

Postby Felippe » Tue Jun 09, 2020 6:56 pm

Olá Sandra, boa tarde, td bem por ai ?

Obrigado pela abraço apertado, sinta-se abraçada apertadamente também.

tem razão:
Cada coisa a seu tempo. De qualquer forma, não podia ser de outra maneira. O que é, é como é. Obrigada por responderes às perguntas.
... Concordo ..
Ahah... a ciência baseia-se em fatos. Assim sendo não deveria ser possível, pela análise dos fatos, reconhecer que um eu real não pode ser encontrado e que todas as evidências da existência de um eu são como "sintomas" da ilusão, em vez de provarem a existência de um eu sólido, permanente, separado?
Não é possível pela analise dos fatos encontrar um eu, apenas temos evidencias de uma eu por meio dos sintomas da ilusão. Isso foi ótimo.
Verdadeiro até prova em contrário. Ou falso até prova em contrário. Esta forma de abordar as questões aponta para a possibilidade de no futuro as coisas serem diferentes do que são neste momento. Achas que no futuro podes vir a descobrir que afinal um eu real existe? O que é que seria esse eu? Onde é que estaria? Como é que seria encontrado? O que é que seria diferente depois que levaria a uma conclusão diferente daquela a que chegas agora?
Não havia pensando nisso, como uma forma de no futuro termos uma ideia diferente do que é hoje, agora. Acho que não dá para descobrir o eu no futuro. Os sintomas sim poderão continuar aparecendo, mas o eu não. Esse eu pode ser o corpo ? Não... Não há controle do corpo... Esse eu pode ser o pensador dos pensamentos? Não pois não há controle desse sistema.. Acho que em relação ao eu não dá para dizer que ele existiria no futuro, alias cada vez mais fica fácil ver a ilusão, mas não o eu.

Hug for you

Abc

F

User avatar
Canfora
Posts: 3978
Joined: Wed May 22, 2013 2:58 pm

Re: Hello

Postby Canfora » Thu Jun 18, 2020 4:32 pm

Olá Filipe, como é que estás? Por aqui tudo basicamente na mesma.

O que é que existe aqui, agora? Descreve o que te rodeia.

Abraço,
Sandra

User avatar
Felippe
Posts: 165
Joined: Fri Dec 13, 2019 6:37 am

Re: Hello

Postby Felippe » Mon Jun 22, 2020 6:16 pm

Sim Sandra, sim é isso mesmo.

O que existe é o que rodeia. Pensamentos também existem. Sentimentos e sensações também existem.

É isso.

Por aqui um caos.

Um abc

F

User avatar
Canfora
Posts: 3978
Joined: Wed May 22, 2013 2:58 pm

Re: Hello

Postby Canfora » Thu Jun 25, 2020 3:01 pm

Olá Felippe,

Por aqui, depois do desconfinamento, as coisas estão a ficar piores. As notícias que tenho visto sobre o Brasil são... bom, como dizes, um caos. O Brasil é enorme comparado com Portugal e os números que têm sido divulgados mostram isso mesmo. Para um país pequeno como Portugal os nossos números são muito elevados. Vamos vivendo um dia de cada vez, com precaução.

Como é que te andas a sentir, o que é que andas a pensar em relação a isto do eu separado ser uma ilusão?

Abraço
Sandra

User avatar
Felippe
Posts: 165
Joined: Fri Dec 13, 2019 6:37 am

Re: Hello

Postby Felippe » Fri Jun 26, 2020 5:43 pm

Olá Sandra boa tarde. Sim vivendo de momento momento.

Por aqui realmente um caos. As medidas dos desgovernados governantes aqui são contraditórias.
Como é que te andas a sentir, o que é que andas a pensar em relação a isto do eu separado ser uma ilusão?
Sandra sinto diferentes sentimentos ao longo do dia. Em relação ao eu separado diria que é um processo que vai martelando. Não é um papo que encontramos nos jornais diariamente. Isso é mais papo de maluco. E que bom que encontrei alguns malucos por ai. Por aqui sempre que há uma sensação ou sentimento mais forte tento investigar se há alguém passando por isso. Os pensamentos parecem que estão mais ficando de lado, como que sem importância como antes. Não há parada mas perceber que andam por si só e que não sou eu quem produzo ou escolho os pensamentos ajuda e torna mais leve o que antes estava tenso.

A busca está diminuindo, ainda leio alguns textos, vejo alguns videos, mas não há mais aquela busca frenética de que a solução estará no próximo texto ou video ou livro. As coisas vão ficando mais claras.

A vida continua misteriosa. Pensamentos sao interessantes mas há algo neles que vai nos cansando. Sao praticamente os mesmos. Acredito que vamos indo mais para o sentir devagarzinho isso vai ocorrendo aqui. Bem devagar.

Enfim é isso.

Obrigado por continuar mandando mensagem.

Forte abc

F


Return to “ARCHIVES”

Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 2 guests